ORQUIDEAS COMO HOBBY

As orquideas fascinam pela sua beleza, formato e cores.

Algumas exalam perfumes peculiares.

Outras são tão pequenas e as vezes não são valorizadas.

Existem, também, aquelas que chamam atenção pelo seu porte e algumas cujas flores duram até 60 dias.

Mas, o tempo médio de duração de uma flor está entre 2 a 4 semanas.

Tudo isso e alguma coisa mais, é que torna o seu cultivo uma "cachaça"; pelo menos é o que diz a maioria dos orquidófilos, e eu me incluo entre Eles

Luizlelo 10 03 2005

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Cachos












CACHAÇA NOVA

Finalmente foi descoberta uma nova cachaça, que pode ser consumida sem restrições, por qualquer pessoa;
todavia, pode gerar dependência, geralmente em larga escala;
o interessante, é que não requer acompanhamento médico ou o uso de medicamentos;
a “cachaça” a que me refiro, nada mais é do que o hábito de cultivar orquídeas;
nos últimos tempos, houve uma grande proliferação dessa “doença”, com pessoas cultivando suas plantas até mesmo em apartamentos;
o número de orquidófilos cresce dia a dia, fato este comprovado pelo grande interesse de pessoas que querem mais e mais informações sobre o plantio de orquídeas;
isso pode ser perfeitamente comprovado nos sites que dão orientações aos iniciantes, desde o plantio até a floração, o que torna relativamente fácil uma cultura ainda pouco difundida;
a idéia que se faz, em geral, é de um hobby muito caro;
porém, ao se adquirir plantas adultas, mas sem flores, os custos podem ser mínimos;
nessa hipótese, o orquidófilo terá que ter certa paciência e aguardar uma nova floração, o que geralmente ocorre no prazo máximo de 1 ano;
os resultados são compensadores, as vezes surpreendentes, com o aparecimento de flores dos mais variados formatos e cores, o que justifica plenamente o alto “consumo dessa bebida”, gerando uma dependência prazeirosa.

Luizlelo 21 04 2009










Recuperação de plantas - Laelia Purpurata


COMO RECUPERAR PLANTAS

Para recuperar plantas desidratadas, ou uma traseira de uma planta que tenha boas gemas, proceda da seguinte maneira:
I. Retire do vaso a planta ou traseira (com gemas).
II. Lave em água limpa, escovando com delicadeza e cuidado suas partes mais sensíveis. Pode ser com uma escova dental macia ou uma esponja plástica.
III. Apare as raízes boas, para que fiquem com no máximo 10 centímetros de comprimento.
IV. Elimine todas as raízes mortas.
V. Pegue um pouco de xaxim desfibrado macio ou de sphagnum vermelho, levemente umedecido em água limpa, apertando bem o material para eliminar o excesso de água. Adicione nessa água algumas gotas de hormônio vegetal.
VI. Coloque com cuidado a planta sobre o substrato que será colocado no fundo de um saco plástico transparente.
VII. Feche completamente esse saco plástico com um arame forte, tendo o cuidado de virar a sua borda para baixo, a fim de evitar a entrada de água do exterior.
VIII. Coloque esse saco plástico num lugar sombrio.
IX. Após dois ou três meses, você notará o aparecimento de raízes e brotos.
X. Durante esses dois ou três meses não abra o saco.
XI. Cuidado para não ficar armazenada água no fundo do saco plástico, isso poderá provocar o apodrecimento da planta.
XII. Não tire a planta desse ambiente (pequena estufa) durante os meses de inverno.
XIII. A planta recuperada deverá ser plantada num vaso plástico, pulverizada e levemente adubada até sua total recuperação.


FOTOS DE ORQUIDEAS









domingo, 19 de maio de 2013

DICAS DA REVISTA CASA E JARDIM SOBRE PLANTIO DE ORQUIDEAS


10 dicas para cuidar melhor das suas orquídeas

Branca com pintas cor-de-rosa e amarela com manchas vinho são algumas das combinações que estampam as novas orquídeas. As brancas que nos perdoem, mas as desenhadas são o novo hit para decorar

Texto Thaís Lauton. Fotos Evelyn Müller
Evelyn Müller
Vanda híbrida rosa
A sua orquídea pode manter-se vistosa e saudável com poucos produtos químicos, como revela a diretora de relações públicas da Aosp, Elza Kawagoe. É só lançar mão de alguns ingredientes caseiros, como a canela em pó e o sabão de coco, e ficar atento aos sinais que a planta dá. Abaixo, alguns ensinamentos:

1. Prefira os vasos de barro aos de plástico. Apesar de serem mais caros, os primeiros têm mais porosidade e drenam melhor a água. Se optar pelos plásticos, fique de olho nas regas para não encharcar demais a planta.

2. Se a base da orquídea estiver a menos de um dedo da boca do vaso, é preciso trocá-la de moradia. Procure deixá-la dois dedos de altura abaixo da boca do vaso.

3. Para acomodá-la no novo vaso, repare de qual lado surgem os novos brotos – esta é a frente da orquídea. A parte posterior deve ser encostada em um dos lados do vaso para firmar o desenvolvimento do exemplar.

4. Para a troca de vaso, acrescente chips de fibra de coco ou musgo à planta. Este último precisa ser lavado com água para tirar o excesso de areia.

5.
 Antes de cortar a orquídea, esterilize a tesoura (com um maçarico portátil ou no fogão). Deixe esfriar para depois usá-la. Importante: repita a operação antes de mexer com outra orquídea para evitar a transmissão de doenças.

6. Quando descartar uma folha, passe canela em pó no local do corte. O ingrediente é um cicatrizante natural.

7. Manchas na folhagem podem ser amenizadas com fumo de corda. Ferva o fumo em água por uma hora até que vire uma solução concentrada, que deve ser diluída em água. Borrife sobre as folhas repetidas vezes, até que dê resultado.
Evelyn Müller
Vanda híbrida lilás
Evelyn Müller
Vanda híbrida branca e lilás


Evelyn Müller
Phalaenopsis híbrida estriada
Evelyn Müller
Phalaenopsis híbrida estriada

 8. Cochonilhas e pulgões podem ser eliminados das folhas com sabão de coco. Use uma escova para esfregar as folhas.

9. Repare na coloração da folhagem. Se estiver escura, mude a orquídea de local. Quanto mais contato com a luz, mais ela irá florir.

10. Instale plaquinhas plásticas de identificação em suas orquídeas. Além do nome da espécie, anote o período de sua última floração. A próxima florada pode ser estimulada com NPK 10 30 20, que tem mais concentração de fósforo. 
Evelyn Müller
Phalaenopsis híbrida pintada
Evelyn Müller
Phalaenopsis híbrida rosa

Evelyn Müller
Oncidium Twinckle “Fraganci Fantasy”
Evelyn Müller
Oncidium Aloha ou chuva-de-ouro
Evelyn Müller
Beallara
Evelyn Müller
Oncidium lawrencianum
 Casa e Jardim